Tentando se aproximar de evangélicos, Lula diz que assistia cultos na prisão

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou neste final de semana de um encontro com evangélicos e líderes religiosos.

Na oportunidade, o petista relatou que durante o tempo em que esteve preso na sede da Polícia Federal (PF), em Curitiba, passou os dias lendo livros e assistindo cultos.

Lula também afirmou que, quando governou o Brasil, ele teve uma “extraordinária relação com todas igrejas” e que “governou para todos”.

“O que nós provamos foi que o Brasil tem jeito, a religião pode ser feita com muita verdade, e ninguém precisa utilizar da boa-fé dos outros, porque a fé é uma coisa sagrada. Tenho fé em Deus [de] que a gente pode consertar esse país. Podemos fazer a economia voltar a crescer, voltar a gerar emprego formal, cuidar do meio ambiente. Não podemos perder a fé do povo”disse.

O petista também fez questão de ressaltar que, em 2003, sancionou uma lei que fez com que igrejas e associações religiosas tivessem personalidade jurídica.

“Quando fui presidente, não queria governar para um pastor, eu queria governar para o povo. Tive uma extraordinária relação com todas as igrejas e governei para todo mundo. Precisamos defender o Estado laico e cada religião deve se organizar do jeito que quiser. Por isso, fizemos a reforma do Código Civil, para abrir a liberdade de culto”, afirmou.

WhatsApp

Entre e receba notícias do dia.

Canal WhatsApp

Entre em nosso canal no WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR:

Comunicador e Jornalista formado pelo Centro Universitário do Maranhão.

DRT – 2083/MA

E-mail: sampaiowellyngton@gmail.com
Contato/ Whatsapp: (99) 98540-7358


Estamos no Instagram

Estamos no Facebook

Divulgue sua marca aqui

Publicidade

 

 

Publicidade