Francisco Nagib é investigado por realizar licitações de R$ 32 milhões com caráter eleitoreiro

 

O ex-prefeito de Codó, Francisco Nagib, está na mira do Ministério Público por supostamente realizar licitações no valor de R$ 32 milhões com caráter eleitoreiro.

O inquérito para apurar as denúncias foi instaurado pelo titular da 1ª Promotoria de Justiça de Codó, Carlos Augusto Soares.

Há indicios fortes de que Nagib teria cometido abuso de poder político e econômico, usado indevidamente a máquina administrativa e servidores públicos, visando sua autopromoção, além de realizar licitações no valor de R$ 32 milhões com caráter eleitoreiro.

O processo investigatório iniciou a partir da Notícia de Fato SIMP 001479-259/2020 – 1ªPJC, que posteriormente foi convertida em Inquérito Civil para o aprofundamento da apuração das irregularidades citadas acima.

O promotor de Justiça encaminhou uma notificação a Francisco Nagib para que apresente informações sobre o fato.

Atualmente, o ex-prefeito de Codó ocupa a diretoria geral do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran).

Com informações Neto Ferreira

Um homem identificado como Clóvis Rodrigues dos Santos, de 50 anos, foi assassinado na noite de segunda-feira, 1º de março na cidade de Caxias, a 362 km de São Luís (MA).

Clóvis Santos, que foi candidato a vereador pelo partido Avante, em 2020, foi atingido por um disparo de arma de fogo na cabeça. O autor do crime foi o próprio filho da vítima, um adolescente de aproximadamente 16 anos.

Segundo informações preliminares, colhidas pela Polícia ccivil, Clóvis chegou em casa, após um dia de trabalho, e procurou pelo revólver que ele mantinha guardado, o filho de Clóvis teria respondido que a arma estava em uma cadeira na porta da casa, Clóvis foi até o local, em seguida o que se ouviu foi o barulho do tiro. A esposa da vítima correu para fora da casa e encontrou o marido caído no chão, morto; o filho adolescente e a arma não estavam mais no local. Vizinhos viram o jovem sair correndo. Essa versão dos fatos foi apresentada pela esposa do mototaxista. A polícia está investigando o caso para descobrir se o crime foi praticado pelo filho da vítima e, se sim, qual teria sido a motivação para o ato.

O crime foi registrado na Rua Professor Arlindo Oliveira, no Residencial Eugênio Coutinho, onde a vítima residia. Por conta da gravidade do ferimento, Clóvis morreu no local, antes de receber atendimento.

Ele era casado, trabalhava como mototaxista e fazia ponto nas proximidades da loja Mundo do Real, no Centro. Como candidato a vereador, Clóvis obteve apenas 24 votos.

com informações Gilberto Lima via Meio Norte

Um total de 88 prisões foram realizadas pela Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), órgão da Polícia Civil, no mês de fevereiro, em São Luís. O número representa um aumento em 175% no volume de prisões, em comparação com o mesmo período do ano passado. Em fevereiro de 2020 somaram 32 prisões. Os dados foram divulgados quinta-feira (25), pela SPCC.

O titular da SPCC, delegado Carlos Alessandro Rodrigues, pontua que a superintendência está promovendo um trabalho intensificado na investigação, com o objetivo de potencializar e garantir mais agilidade e resolutividades dos casos de crimes. “Temos cumprido um volume considerável de mandados de prisão, de modo a garantir uma maior pacificação social em São Luís e demais cidades da metropolitana”, destaca o delegado.

Do total de prisões, 10 são contra suspeitos de homicídio. Ainda, a participação da SPCC na operação Lethum, que realizou incursões em bairros da Região Metropolitana, culminou na neutralização de facções criminosas. As prisões se referem ainda a suspeitos de outras criminalidades como roubos e tráfico de drogas.

Na série de casos, a prisão de suspeito por crime contra o patrimônio, e a polícia conseguiu ainda recuperar a quantia de R$ 70 mil. O valor havia sido levado de um estabelecimento comercial localizado no bairro Maracanã. Na ocasião, a polícia prendeu ainda o autor de roubo de mais de R$ 54 mil, levados de estabelecimento no bairro Planalto Turu II.

“O intuito da SPCC é manter o ritmo das investigações e prisões e, assim, garantir maior segurança à população de toda a Região Metropolitana”, reforça o delegado Carlos Alessandro Rodrigues.

Interessados em entrar na lista de espera de bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) devem acessar a página de inscrição, com seu número e senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente nesta segunda (1º) e terça-feira (2) e manifestar interesse em participar do processo. 

Diferentemente da segunda chamada, a espera não é automática. A inclusão na lista é exclusiva aos candidatos que participaram daquele processo seletivo do Prouni 2021 e não está aberta a novos inscritos.

O Prouni acontece sempre duas vezes por ano, para ingresso no primeiro e no segundo semestre. Quem não for chamado em lista de espera, cujo resultado será divulgado em 5 de março, tem que esperar até a edição seguinte para tentar novamente. Essa etapa comporta todas as vagas não preenchidas dentre as 162 mil oferecidas durante primeira e segunda chamadas desta edição do Prouni.

Comprovação

No caso de candidatos pré-selecionados em lista de espera, o período para comprovar as informações declaradas no ato da inscrição é de 8 a 12 de março. Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Divulgação

Os cursos disponíveis na lista de espera variam em cada edição. Como os resultados da espera vão sendo divulgados aos poucos, conforme a disponibilidade de vagas, o interessado deve acessar o sistema todos os dias, até o encerramento do período, para ver se foi contemplado. O Ministério da Educação não envia mensagens informando sobre a aprovação. Caso pré-aprovado, o candidato também deve ficar atento ao prazo para a apresentar documentação exigida como comprovantes de renda, identificação pessoal, endereço e escolaridade.

Candidatos

Criado para permitir o acesso de estudantes de baixa renda ao ensino superior, só podem pleitear uma bolsa candidatos que fizeram o Enem mais recente e obtiveram pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação. Também é necessário comprovar renda familiar bruta mensal de, no máximo, três salários mínimos por pessoa e não ter diploma de nível superior.

O candidato também precisa se encaixar em um dos pré-requisitos abaixo:

  • ter feito todo o ensino médio em escola pública ou em particular como bolsista integral;
  • ser professor da rede pública de ensino básico no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda;
  • Ser pessoa com deficiência.

com informações Agência Brasil

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) destacou na tribuna da Câmara Federal, a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Nunes Marques, que determinou a suspensão do cargo comissionado de capelão no Maranhão, no bojo de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) ingressada contra o governo Flávio Dino (PCdoB).

Com o dinheiro gasto por Dino no caso que ficou conhecido nacionalmente como “Farra de Capelães”, 30 mil famílias poderiam ter sido beneficiadas com uma espécie de auxílio emergencial estadual, segundo Edilázio.

“De 2018 a 2021 o estado do Maranhão perdeu com essa lei inconstitucional, cerca de R$ 15 milhões. Imaginem só vocês esse recurso em caixa nesse momento de pandemia. O governador Flávio Dino que em momento em algum se sensibilizou em criar um auxílio emergencial, daria tranquilamente para atender cerca de 30 mil famílias com auxílio emergencial de R$ 500”, disse.

Edilázio lembrou que somente no ano eleitoral de 2018, quando Dino foi reeleito para o cargo, 36 cargos comissionados de capelães foram criados e distribuídos por lideranças de dezenas de igrejas no estado.

“ O segundo estado do país que tem o maior número de capelães é Alagoas, com 5. No Maranhão Flávio Dino elevou esse número para 50 e no período da campanha eleitoral o governador prometeu criar mais 10”, destacou.

Edilázio lembrou que tramita na Justiça Eleitoral uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral por abuso de poder em desfavor de Dino e que pode resultar na perda de mandato do comunista. A ação é assinada pela advogada Anna Graziella, também destacada na tribuna pelo parlamentar.

Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, participa de cerimônia de entrega de cestas básicas a municípios da Ilha de Marajó.

A obrigatoriedade da prova de vida anual para beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) seguirá suspensa até o fim de abril, disse hoje (23) o presidente do instituto, Leonardo Rolim.

“A partir de maio, volta a ser obrigatório”, afirmou Rolim, que participou nesta segunda de uma transmissão ao vivo pelo canal da Secretaria da Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, no YouTube.

A prova de vida anual, obrigatória para que aposentados e pensionistas do INSS não tenham seus benefícios bloqueados, está suspensa desde março do ano passado, em razão da pandemia de covid-19. A suspensão vem sendo prorrogada desde então.

Antes do anúncio desta terça-feira (23), uma portaria publicada em 20 de janeiro havia prorrogado a suspensão da obrigatoriedade até fevereiro. Segundo Rolim, 5,3 milhões de beneficiários deixaram de fazer a prova de vida no ano passado, sem que tivessem seus benefícios bloqueados.

Prova de vida digital

Na transmissão desta terça, foi anunciada a ampliação de um projeto piloto que permite a 5,3 milhões de beneficiários realizarem o procedimento por meio digital. O serviço está disponível no aplicativo MeuGov.br, que pode ser baixado em celulares com sistema operacional Android e iOS.

Apesar da suspensão da obrigatoriedade ter sido novamente prorrogada, o INSS incentiva que os beneficiários regularizem a situação o quanto antes.

Veja abaixo o vídeo divulgado pelo órgão com um passo a passo para  fazer a prova de vida digital.

https://www.youtube.com/watch?v=2ieYg06OHjc&feature=emb_title

com informações Agência Brasil

SOBRE O AUTOR:

Comunicador e Jornalista formado pelo Centro Universitário do Maranhão.

DRT – 2083/MA

E-mail: sampaiowellyngton@gmail.com
Contato/ Whatsapp: (99) 98540-7358


Estamos no Instagram

Estamos no Facebook

Divulgue sua marca aqui

Publicidade

 

 

Publicidade