PRF apreende dois carregamentos de lenha sem licença ambiental na BR- 316

No início da noite de sexta-feira (9), uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF), realizava ronda na BR-316, entre Caxias e Timon, quando interceptaram dois caminhões transportando madeira/lenha sem a documentação adequada. As cargas vinham da localidade Brejinho com destino à uma cerâmica em Teresina, no estado do Piauí.

Durante a abordagem, os condutores dos caminhões M. Benz/L1111 e M. Benz/L1519 informaram que não possuíam documentação para o transporte das cargas de madeira de espécies nativas dos tipos pau fava, fava danta, pau terra, sucupira, marfim, entre outras, às quais precisam do Documento de Origem Florestal (DOF) para o transporte. Outro problema identificado é que nenhum dos motoristas possuía CNH para conduzir os veículos, fato este confirmado após consulta ao Registro Nacional de Condutores Habilitados (RENACH).

Na ocasião, foi realizada a cubagem da carga de lenha, de origem do bioma cerrado, e os veículos foram escoltados pela equipe até a Unidade Operacional PRF em Caxias. No local, compareceu o proprietário dos caminhões e das cargas, cada uma avaliada em R$ 800,00 (oitocentos reais). O envolvido informou que comprou a madeira de uma pessoa que desmatou uma área e que iria trocá-la por tijolos em uma cerâmica na cidade de Timon/MA.

Os veículos e as cargas ficaram apreendidas no pátio da Unidade Operacional de Caxias à disposição do órgão ambiental competente para os procedimentos cabíveis.

Diante do ocorrido, ficou constatado ocorrência de transportar, adquirir, vender, madeira, lenha, carvão sem licença válida, bem como entregar a direção de veículo automotor a pessoa não habilitada ou com habilitação cassada. Em seguida a equipe lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) aos três envolvidos, que deverão comparecer perante a autoridade judiciária em dia e hora que serão definidos pela justiça.

Com informações PRF MA

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, o vírus da gripe, começa na próxima segunda-feira (12), no Maranhão. Para a campanha, a gestão estadual estipulou que a distribuição obedecerá ao cronograma de remessas determinado pelo Ministério da Saúde.

primeira etapa da campanha inclui crianças de 6 meses a 6 anos incompletos (5 anos, 11 meses e 29 dias), além de gestantes, indígenas, profissionais da saúde, entre outros. De acordo com o Ministério da Saúde, o cronograma será distribuído em três etapas, de forma escalonada.

Na segunda etapa, do dia 11 de maio até o dia 8 de junho, será a vez de idosos com 60 anos ou mais, bem como dos professores das escolas públicas e privadas.

Na terceira etapa, de 9 de junho a 9 julho, serão vacinados portadores de comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário passageiro urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade.

Na Campanha de Vacinação do ano de 2020, o Maranhão recebeu 2.463.000 doses, o que tornou possível alcançar 90% de cobertura vacinal, com o total de 1.752.958 pessoas imunizadas. Com isso, o estado ocupou a 6ª posição no ranking nacional, com a cobertura de 101,01% no total geral de todos os grupos prioritários.

Com informações Central de Notícias

 

O governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou, nesta sexta-feira (09), que seja somente na próxima semana vai tomar uma posição, com base na nova decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre cultos religiosos. Por enquanto, prevalece a decisão que foi tomada pelo ministro Nunes Marques, de 25% de ocupação dos templos, porém o novo julgamento diz que cabe aos governadores e aos prefeitos decidirem sobre isso.

A decisão do STF não obriga o fechamento total de templos religiosos, mas, a partir de agora, os governadores e prefeitos que quiserem adotar a medida estão liberados.  Por 9 votos a 2, a Corte validou o decreto do Estado de São Paulo que vetou a realização de atividades coletivas por um período determinado para impedir aglomerações de pessoas.

Segundo Flávio Dino, a decisão será tomada após reunião com lideranças religiosas a fim de ser firmado um protocolo sanitário.

Vacinação – Na entrevista sobre as ações contra a pandemia, o governador voltou a defender a vacinação no sistema público por garantir a gratuidade, equidade e universalidade no acesso para todos.

“A Constituição Federal dispõe sobre a estruturação do Sistema Único de Saúde e abrange o conjunto de serviços e ações, inclusive atinentes aos imunizantes. Temos que obedecer a este regramento e entender que a prioridade sempre deve ser para o sistema público”, afirmou.

O governador fez o comentário após a aprovação na Câmara dos Deputados de medida que autoriza a compra de vacinas por parte do setor privado. “A participação do setor privado deve ser complementar, acredito que mais adiante pode haver a participação do setor privado, mas nesse momento dramático que o Brasil vive é preciso preservar o comando único sobre a fila de prioridades a fim de atender os grupos mais vulneráveis”, garantiu Dino.

Flávio Dino pontuou ainda sobre a importância de não ser estabelecido no país um critério que seja apenas financeiro: quem tem dinheiro se vacina, quem não tem fica para o fim.

Para Flávio Dino, governadores e prefeitos podem usar o poder de requisição administrativa contido na Constituição Federal para proteger o Sistema Único de Saúde.

Distribuição de máscaras – Em 2020, o Governo do Maranhão distribuiu 2 milhões de máscaras. Esse ano, com nova medida governamental, serão distribuídas mais de 1 milhão de máscaras.

“Temos muito nítido que é essencial conjugar as medidas assistenciais – equipando os hospitais, com insumos, vacinas – às medidas preventivas. Sabemos que as máscaras têm alta eficácia. Agora determinei a distribuição de mais 1 milhão de máscaras para que tenhamos para as pessoas de menor renda a possibilidade de também se protegerem. É esta união que garante a vitória contra o coronavírus”, disse Dino.

Com informações Maranhão Hoje

Um adolescente identificado como Carlos Henrique Conceição, de 17 anos, foi encontrado morto e com os olhos arrancados nessa quinta-feira (8), em uma área de chácara, próximo ao bairro Alto Bonito, no município de Porto Franco, no sul do Maranhão.

De acordo com a polícia, testemunhas sentiram um forte odor vindo do local e, após uma breve busca, encontraram o corpo jovem, que estava sem os olhos e com um disparo de arma de fogo no pescoço.

Ainda de acordo com a polícia, urubus podem ter comido os olhos da vítima. Carlos Henrique Conceição não tinha passagem pela polícia. A perícia ainda analisa o estado do corpo para auxiliar nas investigações e para saber também o horário do assassinato.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Matheus Rogalski, a vítima foi morta ainda no período da noite. “Possivelmente foi morto à noite e encontrado na manhã seguinte”, disse o delegado, que informou ainda estar em diligências para traçar uma linha de investigação e elucidar o crime.

Com informações G1 MA

Trabalhadores informais nascidos em fevereiro começam a receber hoje (9) a nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a quatro semanas após o depósito o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

Ao todo, 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O calendário de pagamentos foi divulgado pelo governo na semana passada.

O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

Calendário de pagamento das parcelas do auxílio emergencial. – Arte/Agência Brasil

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do Número de Inscrição Social (NIS). O auxílio emergencial somente será pago quando o valor for superior ao benefício do programa social.

Calendário do Bolsa Família 2021
SOBRE O AUTOR:

Comunicador e Jornalista formado pelo Centro Universitário do Maranhão.

DRT – 2083/MA

E-mail: sampaiowellyngton@gmail.com
Contato/ Whatsapp: (99) 98540-7358


Estamos no Instagram

Estamos no Facebook

Divulgue sua marca aqui

Publicidade

 

 

Publicidade