Jovem dá à luz gêmeos e perde um deles para a covid-19

A vida da estudante de Enfermagem Carla Vitória Pereira, de 22 anos, mudou em maio de 2020. Nessa época fez ultrassonografia de rotina para investigar a causa de ausência de menstruação havia pelo menos um ano.

A surpresa veio quando o médico lhe disse que eram gêmeos. Sem planejamento, a gestação foi um choque para quem ainda tentava entender a pandemia. Resignada, Carla Vitória começou a preparar o enxoval das crianças – Benjamim e João Marcelo. Aos 7 meses de gravidez, porém, ela foi diagnosticada com o coronavírus, e, por complicações da doença, os bebês nasceram prematuros.

Dois dias depois de nascido, Benjamim não resistiu e morreu em decorrência da covid-19. “Foi um turbilhão de sensações”, relembra Carla Vitória, que se recuperou da doença dias depois do parto. Em casa, estava tudo organizado para receber os gêmeos. “Enxoval igual para os dois e um quarto planejado para eles”, conta a jovem, que divide sua vida entre estudo, trabalho e cuidados com João Marcelo, de 11 meses.

Para atenuar a saudade, Carla Vitória guarda sobre a cômoda do quarto do filho uma foto do bebê Benjamin tirada na UTI neonatal, em Maceió. Lá, ele lutou pela vida durante 48 horas.

Carla Pereira, de 22 anos, foi diagnóstica com covid-19 no sétimo mês de gravidez. Por complicações da doença, os bebês nasceram prematuros.

Com informações Terra

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.