Deputado Federal Edilázio solicita ao Tribunal de Contas para que apure retenção de vacina no Maranhão

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) protocolou na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal, um pedido para que o Tribunal de Contas da União (TCU) promova fiscalização de legalidade e efetividade de procedimentos adotados pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), na distribuição das vacinas contra a Covid-19 adquiridas por meio de recursos públicos federais e entregues ao Estado pelo Ministério da Saúde.

Dentre os procedimentos citados por Edilázio para apuração, está a retenção de vacinas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) ainda não entregues aos municípios e a denúncia de promoção pessoal por parte do chefe do Executivo. Ele quer investigação sobre possível uso político do processo de vacinação no estado.

O parlamentar pediu para que sejam verificadas denúncias feitas por representantes dos governos municipais “em especial da capital São Luís, de que há demora na entrega das vacinas, comprometendo a saúde dos cidadãos maranhenses”; e “avaliar se a mais alta autoridade do estado está fazendo uso político do processo de vacinação, em desrespeito à Constituição Federal”.

Com informações Jorge Aragão

WhatsApp

Entre e receba notícias do dia.

Canal WhatsApp

Entre em nosso canal no WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE O AUTOR:

Comunicador e Jornalista formado pelo Centro Universitário do Maranhão.

DRT – 2083/MA

E-mail: sampaiowellyngton@gmail.com
Contato/ Whatsapp: (99) 98540-7358


Estamos no Instagram

Estamos no Facebook

Divulgue sua marca aqui

Publicidade

 

 

Publicidade